Categorias
Ensino

Quick memories #04

“Lembranças rápidas”, como o nome diz, fazer lembrar o que sabemos numa perspectiva atual, dando um “up” em uma leitura de breve minutos; com o objetivo principal de enriquecer o nosso conhecimento e entendimento no exercício do “Chamado e Ofício”, depositados em nossas vidas.
Muitos são os questionamentos sobre dízimos e ofertas porém não quero argumentar e sim trazer uma reflexão, se assim permitir, leia até o final.
Devemos devolver ao Pai, em forma de gratidão e honra, uma oferta de tudo que Ele nos dar. Vamos ao exemplo: Um dia tem 24 horas, ou seja, um dízimo de 2 horas e 24 minutos e quando deixamos de devolver, representa 144 minutos. Sabemos que nem todos cumprem este princípio e alguns dizem: “eu cumpro, pois, faço parte do presbitério da igreja”. Esta declaração não está correta porque o tempo exercido na igreja é necessário ao cumprimento do chamado e dos ofícios depositados em nós.
Romanos, 15:16
“de ser um ministro de Cristo Jesus para os gentios, com o dever sacerdotal de proclamar o Evangelho de Deus, para que os gentios se tornem uma oferta aceitável a Deus, santificados pelo Espírito Santo”.
2.ª Coríntios, 8:20-21
“O nosso cuidado é evitar que alguém nos acuse em relação ao modo de administrar essa generosa oferta, pois estamos empregando todo o zelo necessário para fazer o que é correto, não somente aos olhos do Senhor, mas também perante os olhos dos homens”.
Efésios, 5:1-2
“Portanto, sede imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor como Cristo, que também nos amou e se entregou por nós a Deus como oferta e sacrifício com aroma suave”.
Creio que o nosso Amado, o Espírito Santo de Deus já falou no seu coração e a minha orientação é que pelo menos oferte quinze minutos do seu tempo (1% por cento de oferta) para falar com o Pai, com certeza, este devocional reproduzirá bênçãos sobre você, sua família e teu ministério, amém!
@ Ap. Arruda(Yohanan Shamaym)